Browse By

O Que São Arquétipos De Marca

E aí, cara, tá a fim de aprender algo pra alta perfomance? O tema de hoje é Arquétipos de Marca. Tá ligado o que é isso?

Essa parada, de forma simples aqui, é um conjunto de características da personalidade, valores, crenças e esse tipo de coisa. Isso é aplicado na imagem de uma marca.

É como se a marca tivesse uma personalidade, manja? São 12 tipos de arquétipos  e isso ajuda a chamar a atenção da rapaziada!

Quem se identifica (ou tem vontade de ser) com a pessoa da marca prefere comprar dela. Cara, é uma parada muito interessante, na moral, vem entender um pouco mais.

O Inocente

Você saberia me dizer o que a Coca-Cola e a Disney tem em comum? Não? Vou te dizer, bixo: as duas marcas se desenvolveram pregando pureza e bondade (mesmo a Coca-Cola tendo de puro é nada!).

É o mesmo arquétipo  de marca!

Esse tipo de marca faz as suas propagandas baseadas em sentimento de liberdade, onde todo mundo pode ser o que quiser, mas desde que de forma ética, sacou?

E elas têm um apelo muito forte à infância. São marcas cativantes, irmão.

O Sábio

Esse tipo de arquétipo de marca é muito interessante, cara. O objetivo é apostar em propagandas que exaltem o conhecimento, ciência, tecnologia.

O público-alvo que mais se sente atraído por essas paradas são pessoas que gostam de aprender e sentem que o conhecimento é uma forma de evitar ser enganado, tá ligado?

Um exemplo? Discovery Channel! Se você tem TV à cabo com certeza já se pegou vendo algum programa de conhecimentos gerais desse canal.

O Explorador

A sacada aqui é pregar liberdade e independência. Uma pegada bem Into the Wild (aquele filme que o maluco vai viver sozinho no mato).

Esse tipo de marca instiga o consumidor a buscar a sua autonomia, sempre incitando a encontrar algo novo.

Irmão, esse tipo de arquétipo de marca é perfeito para essa nova geração de muleques, que não quer saber de seguir regras e se render ao sistema não! Se o seu público-alvo for eles, essa é uma abordagem pica.

Quer um exemplo de marcar que seguem O Explorador? Nike e Red Bull. E a gente já sabe a referência delas, né? Brabíssimas. São imponentes pra caralho!

O Herói

Esse tipo de arquétipo de marca está ligado às habilidades, à vontade de fazer acontecer e correr atrás disso.

Só você é capaz de fazer algo por você, tá ligado? Eu citei a Nike no exemplo anterior, mas aqui ela se encaixa também.

O slogan dos malucos é “You Can Do It”, que significa Você Consegue! A gente se sente até com a autoestima lá em cima só de fazer um treininho, né cara? A marca é foda e sabe o que está fazendo.

O Fora da Lei

O Negão aqui particularmente acha esse arquétipo  um dos mais brabos e é uma sacada muito boa pro público-alvo jovem.

É o desejo de revolução, manja? A gente tá que se foda pro sistema e tamo aqui pra desequilibrar a situação! A marca tem como objetivo fazer algo notável e entrar pra história.

Quer um exemplo pouco brabo? A Apple. A maçazinha está sempre à frente do padrão e quebrando ideais. A emissora MTV também, mas essa aí você já deve imaginar!

Cara comum

Se você tá pensando que precisa se encaixar em um dos arquétipos  mais alternativos, tá engano, irmão! Você também pode desenvolver a sua marca pensando no Cara Comum.

E o que é? Cara, é exatamente um cara comum. Gente como a gente, padrãozão, manja? Uma pessoa qualquer indo lá e comprando um bagulho.

A cerveja Brahma trabalha com esse arquétipo, simplona de tudo. Mas isso não quer dizer que o seu marketing não funciona (e, irmão, COMO FUNCIONA).

Bobo da Corte

Eu acho esse nome aí um pouco ofensivo, camarada. Dá uma impressão ruim do arquétipo, mas vou te mandar a real: funciona pra caralho.

São as marcas que investem em algo cômico. Quem não gosta de dar uma risada no comercial? Eu gosto, porra!

Um ótimo exemplo é a Pepsi. Você tá ligado nas propagadas dos dois limões conversando? É nessa pegada que a marca se desenvolve. Havaianas a mesma coisa, os comerciais tem uma palhaçadas pro meio.

O Mago

Esse arquétipo de marca é diferente de todos os outros, tem umas paradas meio místicas, manja?

A marca que opta por esse arquétipo propaga ciência, religião, tecnologia, transformação, desejo por mudança… mas tudo com uma vibe mais paralela, saca?

A Vodka Absolut faz isso! Repara só nas propagandas nessa marca. São fodas pra caralho! O desodorante Axe também tem um pouco disso.

O amante

É um arquétipo de marca focado na beleza, estética, coisa luxuosa e todas essas paradas.

A maioria das marcas de perfume internacionais usa essa estratégia. Já viu as propagandas de perfume com aquelas mulheres finas de tudo e uns homens bonitões?

Então, irmão, eles estão usando do arquétipo O Amante. Mas aí é aquela coisa, né, precisa ver se o seu produto dá pano pra esse tipo de parada.

O Criador

O Criador é um arquétipo que usa muito a criatividade, saca? É foda pra caralho e chama bastante atenção.

O Google usa desse artifício e a nossa querida Netflix também. Tá muito relacionado com arte e essas paradas todas.

O Governante

Ih, irmão, só o nome do arquétipo já mostra que são brabos! São marcas que mostram que tão no controle de tudo, tá ligado?

Não tem uma coisa que eles não consigam resolver, a treta tá sempre armada e encaminhada já.

A Microsoft é uma delas. São precisos e se impõe no mercado de forma absurda. Não tem jeito, são os brabos!

Prestativo

Esse arquétipo tá sempre atento nas necessidades da rapaziada, manja? Aparecem como a solução dos problemas, sempre mostrando um caminho fácil para resolvê-los.

É o caso da Buscapé, por exemplo. Lá você encontra a oferta mais barata do produto que você deseja comprar. Ou seja, o site tá te ajudando, irmão.

E se você quer saber como usar os arquétipos em sua marca, tenho um artigo a respeito. É só clicar aí no link.

Cara, se você tá pensando em desenvolver um estilo de negócio, estude os arquétipo de marca e vá moldando seu negócio para se encaixar em um ou mais deles, faz uma diferença do caralho para atrair o público!