Ela Ganha Mais que um Médico Sendo Empresária aos 19 Anos – Subcast #3

Ela Ganha Mais que um Médico Sendo Empresária aos 19 Anos – Subcast #3

[Raiam] Qual é, rapaziada! Tô aqui, direto da Rússia para um dos quadros que o pessoal mais elogiou essa semana, é o subcast!

O que é o subcast? A gente tá acostumado a ver histórias de sucesso do pessoal da fraternidade dos milionários, do Million, só que a gente tem na fraternidade uma categoria de base com um monte de novinho muito fora da curva.

E a convidada de hoje vem lá do nordeste, é a senhora Andryelli. Andryelli, tudo bem?

[Andryelli] Oi, Raiam! Tudo bom?

[Raiam] Tranquilo. “A Rainha das Vendas”, né? Que história é essa de Rainha das Vendas?

Andryelli, conta pra galera aí, quem é você, quantos anos você tem e de onde no nordeste que você é.

[Andryelli] Então, eu sou a Rainha das Vendas, vulgo Andryelli, eu tenho 19 anos, tô aí acho que na porcentagem de 4 ou 5% das mulheres que tão dentro da fraternidade do Raiam, e eu moro no interior de Pernambuco, em Caruaru, no maior e melhor São João do mundo.

[Raiam] Vai ter São João esse ano ou não vai?

[Andryelli] Provavelmente vai ser adiado, mas o maior e melhor São João continua sendo aqui.

[Raiam] Não é em Campina Grande, não?

[Andryelli] Não, não tem nada de Campina Grande, isso aí é balela da galera.

[Raiam] Conta pra gente, você tem 19 anos, como é que você faz tua grana? O que tu faz da vida, Rainha das Vendas?

Como você ganha dinheiro com 19 anos?

[Andryelli] Hoje eu estou focando o meu trabalho nas estratégias de Omnichannel.

Eu sempre fui estrategista digital, já fiz de tudo dentro do mercado digital, desde o suporte à afiliada…

[Raiam] Com 19 anos!? Já fez de tudo?

[Andryelli] De tudo. Tudo o que você imaginar no digital eu já fiz, já fiz suporte, afiliado, lancei, produtora de eventos, muita coisa.

E foi com esse monte de coisa que eu entrei dentro da fraternidade pelo sub19. Sendo que quando eu entrei eu ainda tava nesse monte de coisa.

A galera perguntava o que eu fazia e eu ficava “ah…eu faço muita coisa”.

E como era muita coisa, eu não conseguia direcionar a minha energia pra um lugar só, e aí depois do Power House que teve no início do ano…

[Raiam] Flávio Augusto.

[Andryelli] Flávio Augusto, meu mentor.

E do The Next, eu vi que o Omnichannel era o que eu sempre fazia, sendo que eu não percebia.

Eu sempre estava em todo lugar e eu sempre criava tudo para as pessoas estarem na maior quantidade de lugares que elas podiam para converter mais vendas.

E aí eu descobri que isso tinha um nome, que é Omnichannel, que é o que eu estou me especializando muito forte hoje.

[Raiam] Então você pega um especialista, você coloca ele no Linkedin, no Telegram, no Instagram, no Facebook, no Twitter, no Tik Tok, você aumenta a gama de alcance dele…

[Andryelli] Sim, isso.

E organizando tudo bem.

O teu funil é um dos que me inspiram muito, sendo que no teu funil tá tudo aqui, e eu vejo que tem algumas redes sociais – algumas até que tu usa – que não tão no topo do teu funil, o foco principal delas é estar retendo a galera.

Como os teus podcasts me trouxeram do teu sub19 pro sub25.

Então eu também pego muito isso com os especialistas que eu estou pegando, porque eles acham que eles vão colocar vídeo no Tik Tok e eles vão converter lá dentro.

Eu falo “meu anjo, não é assim que o negócio funciona, no Tik Tok a galera vai lá pra rir da tua cara e te ver mais vezes, mas tu vai ter que converter ela dentro de outra rede social”.

[Raiam] Eu sempre rio porque…eu falo de Milionário com Instagram, mas minha grana vem de outro lugar, porque o Instagram pra mim é a balada.

Você conhece a mina na balada, mas você não converte dentro da balada, você vai converter no carro, ou no motel, ou em casa.

Tem que levar pra outra rede social, você tá muito certa.

Andryelli, como é que você conheceu o trabalho desse negão bonito que vos fala?

Como você conheceu o Raiam?

No final de 2018, um amigo pegou teu Instagram e me disse “Andry, tu tem que olhar o Instagram desse cara, e fazer engenharia reversa pra aplicar”.

Aí eu comecei a olhar tuas coisas, e eu ficava “mermão, mas que filho da mãe, mas o que ele faz pra converter a galera que acha que ele é um filho da mãe?”.

E aí eu comecei a olhar tuas coisas, tinha hora em que eu olhava e ficava “puta merda, o que eu tô fazendo da minha vida aqui?”…

[Raiam] E você me stalkeou no aeroporto também!

[Andryelli] Foi, foi. Naquela época eu disse “eu curto muito teu trabalho e tal”, mas eu nem era muito dessas coisas, eu só queria entender quem era aquele cara que meus amigos tanto falavam “ele é foda, foda, foda, foda”, e eu “o que esse cara tem, mano?”.

E aí, lá eu falei “eu vou dar um jeito de te conhecer ainda esse ano”.

[Raiam] Aí eu postei no aeroporto de Guarulhos, você tava em um portão do outro lado do aeroporto, mas você veio e a gente trocou ideia lá. Eu lembro. Você tava voltando pra Recife.

[Andryelli] E aquele dia foi muito louco porque eu tava voltando do Power House, era minha segunda viagem de avião, a primeira viagem que eu tinha feio foi no ano passado, aquela ali era minha segunda, meu voo tinha atrasado 13 horas – porque foi num dia que teve uma tempestade em São Paulo, meu voo era em Congonhas, eu fui pra Guarulhos, foi uma agonia louca -, e foi a primeira vez que tu falou que não ia responder quem não fosse cliente no inbox.

[Raiam] É verdade, pra quem não é cliente eu só dou coraçãozinho.

[Andryelli] Daí eu olhei, fiquei “foda-se, se ele me responder é bom, se ele me dar coraçãozinho é bom também”…

[Raiam] Mas eu respondi, tava sem nada pra fazer nesse dia.

Quem foram as pessoas que mais te ajudaram na fraternidade?

Como é que o grupo te ajudou, e quem são os mais brabos que te ajudaram nesses 6 meses que você tá com a gente?

[Andryelli] O grupo em si me ajudou a reconhecer muito tudo o que eu tenho, eu fazia muita coisa e ganhava pouco pelo trabalho que eu fazia – que era muito bom -, mas eu ficava “ah, mas eu tô aprendendo, aprendendo, aprendendo”.

E aí quando teve aquele evento do sub19 em São Paulo…

[Raiam] Só tinha duas meninas, você e a Duda, e uns 50 macho na mansão. Eu lembro, eu lembro.

[Andryelli] Eu conheci a Duda lá, foi massa. E aí naquele dia eu fiz todo mundo fazer uma rodinha pra se apresentar e pra se conhecer porque eu queria sentir o que é estar dentro de uma fraternidade.

E o que me deixou impactada é que uma GALERA na hora da apresentação deles falaram de mim.

E aí eu fiz “como assim, véi?”.

[Raiam] Você é a líder daquela porra, você aparece pra caramba, você já fez o upgrade pro sub25, você é a líder, né?

E você bota moral também, fala duro com a galera…

Mas quem acha que te ajudou? Quem é muito pica lá no grupo?

[Andryelli] Do grupo…eu sou fã do Felipe Santana. Felipe, se você não tiver um fã clube, quem vai assinar as carteirinhas deles sou eu, porque a gente se conheceu no Rio, eu não sabia nem o que ele fazia…

[Raiam] Jogador de futebol, porra!

[Andryelli] Eu não sabia amado, olha a minha cara de quem assiste futebol.

E aí a gente começou a conversar e eu perguntei a Felipe o que ele gostava de fazer, aí a gente começou a falar da ONG da África dele.

Vim descobrir que ele era jogador quando cheguei em casa.

[Andryelli] O Ed Cred.

[Raiam] Ed Cred!

[Andryelli] Eu tô com ele no projeto de lançamentos de youtubers e pra mim ele é um PROFESSOR.

Ele dá aula de vida, eu também não conhecia ele até entrar dentro do grupo, (conheci depois que ele me contratou na verdade).

[Raiam] Ah, esqueci. Você trabalha com o Ed Cred…

[Andryelli] Com o Edu também, é…uma galerinha massa.

E pra mim essas são as pessoas que estão em cima, que me ajudaram muito e hoje…a Sisi, a Juju e a Nathalia, né?

[Raiam] Essas transformam meus comentários em chats todo dia, escrevem um monte de putaria nos comentários, e da seguir isso que eu seguia.

Da seguidor, eu até citei essa estratégia lá no Milionário com Instagram.

[Andryelli] Eu mandei um print pras meninas hoje, falei “Não sei mais de onde tá vindo. Acho que devem ter me colocado num sorteio sem eu pagar, por só seguidor, seguidor, seguidor, seguidor”.

Comecei a colocar lá no “Soltaram” também, nos teus posts que era “team Prior”, no “Soltaram” também, nos sites de fofocas…

[Raiam] Sempre, sempre, sempre.

Tá sempre lá. Você, Juju, Nath Finanças e agora a Sisi começou a aparecer e a Grécia também, Grécia chegou agora no nosso grupo.

[Andryelli] Tu falou que eu ia levar elas pro mau caminho.

[Raiam] Vai levar pro mau caminho.

Qual conselho você dá pra galera jovem?

Acima de toda a sua experiência no digital, sendo líder de pessoas lá no nosso grupo, que conselho você dá pra um moleque jovem da tua idade?

Além de entrar na fraternidade e no sub19, hahahahahaha.

[Andryelli] Esse conselho tá estampado aqui, falo pra todo mundo.

Mas eu acho que é uma coisa que me paralisou meu início, eu queria começar com uma coisa que…eu vou ficar com isso por muito tempo, e hoje eu fico “mano…eu tenho 19 anos, olha a quantidade de coisas que eu tô fazendo, eu tô mexendo com Omnichannel hoje, mas daqui 3 meses eu posso nem querer saber de Omnichannel. Mas é o que eu tô apaixonada por fazer, é o que tá me dando brilho no olho, é o que eu quero e é pra onde eu tô mergulhando”.

Então eu vejo que tem muito jovem que não começa porque ele não sabe qual é a PAIXÃO da vida dele, sendo que ele pode descobrir a paixão da vida dele como o dono do KFC com 60 e tantos anos.

Ou pode dar sorte de descobrir com 16…17…o Vicenzo lá com 14, quando ele tiver com 20 ele pode nem querer saber de skate, mas eu só…

Viva o agora, se você tá apaixonado por copy agora, mergulha na copy.

Se você quer ser social media, vai no social media.

Se tu quer ser gestor de tráfego, vai ser gestor de tráfego.

Daqui a 3 anos tu pode não querer mais isso, mas daqui 3 anos a gente não sabe nem se a gente vai estar aqui.

Então foca no agora e mergulha nas paixões…na paixão que você tá sentindo no momento.

[Raiam] Foda, Andryelli. Você é pica!

Pra terminar, que tal a senhora Rainha das Vendas vender seu peixe, se você é tão boa de venda, venda seu peixe minha amiguinha.

[Andryelli] Então, hoje minha especialidade é Omnichannel – como eu estava falando pra vocês -, então se você é uma pessoa que tem o mínimo de inteligência hoje, que está entrando no marketing digital, você não vai querer botar todos os teus ovos numa cesta (como esse bonito aqui fala sempre).

Então, se você quer estar onipresente dentro da internet, se você quer estar vendendo em todo lugar, se você quer estar usando o Twitter da forma certa, usando o Instagram da forma certa, tendo o funil perfeito pro seu business, daí você vai lá no meu Instagram (@arainhadasvendas), me chama que a gente bate um papo massa.

[Raiam] A Rainha das Vendas direto de Caruaru, Pernambuco.

Ô, como é que é essa parada de ser uma das únicas mulheres, tipo…dos 4 níveis tem 30 mulheres, 20 mulheres, e 800 homens, como é isso?

Como é ser uma das únicas mulheres do grupo?

[Andryelli] Mano, eu adoro!

[Raiam] Hahaha.

[Andryelli] Pra mim é muito massa porque eu tenho facilidade pra me destacar, por ser mulher no meio de 800 homens…EU chamo atenção, então vai de mim saber o que fazer com essa atenção que eu tenho.

No primeiro MMX que eu fui só tinha eu e a Didi de mulher, então todos que estavam naquele MMX lembram de mim, do meu macacão vermelho lindo que chama mais atenção ainda e dela.

Eu vejo como isso, e eu sempre trabalhei com homem, então eu tô bem no meu ambiente, sabe?

[Raiam] É isso aí, Andryelli, minha sobrinha. Eu sempre brinco que é a minha sobrinha Andryelli, a foda do sub19, junto com…

Você foi a primeira a subir, não…você junto com o Gabrielzinho, foram os primeiros a subir do sub19 pro sub25, fizeram upgrade.

Tamo junto Andryelli.

Que horas são aí no Brasil?

[Andryelli] 02:21.

[Raiam] Obrigado por ter ficado até tarde depois dessa noite de Big Brother, né?

[Andryelli] É.

[Raiam] É isso aí.

Tamo junto, beijo pra você.

Você é pica, e é só o começo.

Bom, se você quer fazer parte do nosso sub19 e sub25, lembre-se que o sub19 é R$3000 por ano, e sub25 é R$12000, tem um processo seletivo, então se você tá interessado me chama lá no inbox @raiam3.

Avatar

Kamilla