Mundo Raiam
Especial SharkTank, Mercado Financeiro

Por que assistir SharkTank vale mais a pena do que fazer um MBA?

16/03/2015

O que é o Shark Tank?

cuban

SharkTank é simplesmente o melhor programa da TV mundial.

No Brasil, ele é exibido pelo canal TLC e recebeu o nome de Negociando com Tubarões. O canal exibe essa obra prima toda segunda-feira às 23h e reprisa aos sábados às 18h.

No programa, os inventores e empreendedores fazem uma apresentação rápida sobre as virtudes de seus respectivos negócios e pedem dinheiro para investidores de sucesso (tubarões) em troca de uma participação acionaria em suas empresas.

Acabou a apresentação, eles são bombardeados pelos tubarões com perguntas sobre operações, marketing, patentes, vendas, competidores, fornecedores, etc.

Clique no logo abaixo e leve 50% de desconto no curso online COMO GANHAR BOLSAS PARA UNIVERSIDADES AMERICANAS

udemy

Os empreendedores que têm as melhores idéias e conseguem responder bem as dúvidas dos tubarões acabam saindo de lá com um capital legal para tocar seus negócios. As pessoas cujos negócios não parecem ser sustentáveis e lucrativos apanham com vara de goiabeira e saem de lá com o rabo entre as pernas (muita gente já até chorou).

Fiquei tão viciado que devorei a primeira temporada inteira em menos de 1 semana e escrevi umas 20 páginas só de anotações que com certeza serão úteis no meu futuro como businessman.

Aprendi mais no SharkTank do que em muitas aulas de administração na faculdade.

Imagine VOCÊ trabalhando no Mercado Financeiro!

A média salarial inicial varia em torno de R$ 6.000 a R$ 9.000 por mês para recém formados. Quer aprender como chegar lá? Eu te mostro o caminho das pedras, vem comigo. Insira seus dados abaixo:

wharton

E olha que eu sou formado em business pela Wharton School da Universidade da Pennsylvania. Nego doa o rim para fazer uma graduação ou um MBA lá. Mas a diferença é bem simples: TEORIA versus PRÁTICA!

Assim que as negociações eram fechadas, eu pesquisava o nome de cada empresa para saber se a participação no SharkTank fez bem aos empreendedores. Na maioria avassaladora dos casos, eles brilharam!

Podia ter um programa desses no Brasil, hein? Temos que deixar de ser um país de advogados e de funcionarios públicos e virar um país de inovadores! 

Separei os posts por assuntos. Semana passada, foquei na parte de valuation e negociação entre os empreendedores e os Sharks.

Hoje é dia de falar sobre o pitch, o delivery, a apresentação!

PARTE 2 – O PITCH

shark pitch

Números, números e números

Não adianta nada você fazer a melhor apresentação do mundo se não souber os números da sua empresa.

Qual o tamanho do mercado?

Quantos produtos você vendeu ano passado?

Qual o custo de aquisição de um cliente?

Quanto você gasta para produzir uma unidade?

Qual sua margem de lucro?

Qual foi seu top-line?

Se o cara não souber esse números na ponta da língua, os tubarões vão acabar com ele … principalmente o Kevin.

Lição: Saiba de cabeça todos os números da sua empresa (e não vá ao SharkTank sem vendas comprovadas)

picou

Por trás de todo bom produto…

Quando os Sharks analisam uma empresa, eles sabem que estão investindo na pessoa que está por trás daquele produto.

Esses dias, apareceu um cara com uma ideia sensacional. Dava para ver que os 5 tubarões estavam interessados até que o Kevin O’Leary (sempre ele!) perguntou sobre a experiência do empreendedor.

Ele falou que tinha estudado uma administração e depois da faculdade fundou uma empresa de sucesso que tinha feito mais de 1M de dólares em vendas. Eles foram futucando, futucando e acabou que aquela empresa tinha fechado e o dono declarado falência na pessoa física também.

O pior de tudo é que ele não estava preparado para isso. Dava para ver. Ele começou a gaguejar e ficou todo vermelho. Sabendo disso, o Kevin começou a martelá-lo só para testar os culhões dele. Falou que ele era um fracasso, que tinha que fechar a empresa e que nunca conseguiria um empréstimo do banco por causa da falência no passado dele.

Lição: Esteja preparado para responder sobre sua vida pessoal e seu passado obscuro



Já viu um tubarão inseguro?

Uma coisa que os Sharks gostam de ver é confiança. Eles estão lá para investir em tubarões como eles e a característica número 1 de todo tubarão é a autoconfiança (não confunda com sua irmã gêmea de zigoto diferente ARROGANCIA).

Mesmo quando a ideia não é muito boa, os caras que chegam lá e fazem a apresentação como se aquele produto fosse a próxima empresa de 1 bilhão de dólares sempre se dão bem.

Lição: Confie no teu próprio taco.



Não sabe? Aprende!

Ao longo dessas duas temporadas que assisti, vi alguns empreendedores exagerando na modéstia. Quando eram bombardeados por perguntas técnicas de marketing, finanças e valuation, soltavam aquela velha desculpa:

“I don’t have much business experience”

Esse aí é o maior turnoff que tem! Tudo bem, o cara não estudou administração, nunca trabalhou no ramo mas se está metido em um projeto empreendedor, o mínimo que ele tem que fazer é estudar! Fuçar termos técnicos na internet, aprender contabilidade básica e ler sobre o setor de atividade.

Lição: Não sabe? Aprende… de preferencia antes de encontrar o investidor

Razão ou emoção?

De vez em quando, uma galera tenta apelar para a emoção e começa a chorar durante o pitch ou quando recebe uma pergunta difícil de algum Shark.

Nunca funciona.

Uma coisa que eu aprendi ali é nunca se fazer de vítima em uma situação de negócios. Não pode deixar as emoções falarem mais alto que a razão.

Como o mito Kevin O’Leary disse quando uma mulher que tinha um produto fraquíssimo começou a chorar:

“No emotions, no tears, just reality: this is MONEY!

Lição: Razão > Emoção

Brand yourself

Quando há uma apresentação de alguma empresa de varejo, os Sharks dão muito valor ao potencial da marca daquele produto. E isso sempre vira parte da negociação.

Por isso, o empreendedor tem que estar alinhado com a marca.

Um bom exemplo disso foi um cara que criou um pula pula pogo stick para adultos (Vurtego). Ele tinha cara de skatista maluco californiano, cabelo arrepiado e aparência de jovem, apesar de ter seus 35-40 anos. Tudo a ver!

Um exemplo negativo veio de um cara chamado Cactus Jack. Cactus Jack era um cowboy gordo obeso que tinha inventado e patenteado um novo aparelho para fazer flexão. Ele botou uma gostosa para demonstrar o produto no programa mas tinha uma inconsistência ali. A Barbara botou US$50mil na empresa dele, perdeu tudo e admitiu numa entrevista que aquele tinha sido o pior negocio dela.

Lição: Incorpore sua marca


Curtiu o post? Então chega lá na minha lista de email!


LIVROS

Curtiu mesmo? Vai lá no Amazon ou no iTunes e dá uma olhada nos meus dois livros publicados:

Hackeando Tudo: 90 Hábitos Para Mudar o Rumo da Nossa Geração.

Ousadia: Intercâmbios, Mochilões e Business Trips do Brasileiro Que Deu a Volta Ao Mundo Antes dos 23.

UBOOK

O Ousadia e o Hackeando Tudo estão disponíveis em versão audiobook no aplicativo UBOOK também!

Já experimentou audiobooks? Toma aí um desconto para ganhar UM MÊS GRÁTIS de audiobooks ilimitados no Ubook.


AMAZON AUDIOBOOKS

Se você curte audiobooks e manja do inglês, altamente recomendo que você crie uma conta no Audible.

Clica aqui embaixo para desenrolar 2 audiobooks grátis lá no Audible.

Try Audible and Get Two Free Audiobooks

PALESTRAS

Para informações sobre palestras, envie um email diretamente para minha equipe em contato@raiamsantos.com.

You Might Also Like

Quer conseguir um emprego TOP no Mercado Financeiro?

O salário inicial médio varia em torno de R$ 6.000 a R$ 9.000 por mês para recém formados. Quer aprender o caminho das pedras?