Mundo Raiam
Viagens

É possível fazer intercâmbio sem saber nada de inglês?

31/12/2016
reply

(Artigo Patrocinado)

Viajar está cada vez mais fácil, mas será mesmo que o futuro intercambista precisa aprender um pouco do idioma antes de embarcar nessa aventura?

Ter um conhecimento prévio de expressões e vocabulários da língua inglesa nunca é uma má ideia.

Com certeza, todo conteúdo aprendido servirá de ajuda desde o primeiro momento no aeroporto, quando tudo é informado em inglês seja por anúncios de voz ou escritos em placas indecifráveis.

Além disso, durante sua estadia, surgirão algumas dúvidas.

Nessas horas, o estudante, que ainda não teve sua primeira aula, pode se perder pela cidade e sofrer um pouco até se fazer entender.

Melhor, então, contratar os serviços de um intérprete, seja este um amigo ou o próprio funcionário da escola.

Por outro lado, fazer um intercâmbio sem saber falar nada de inglês não é só possível, como também pode ser bastante vantajoso.

Isso porque, entre outras razões, nosso cérebro costuma memorizar acontecimentos ou palavras mais facilmente quando estamos sob pressão e quando essas palavras estão inseridas em um contexto.

Isso pode significar, sim, um aprendizado mais rápido para algumas pessoas, desde as mais extrovertidas até as mais tímidas.

Junto a isso, você se verá dependente dos outros, o que pode ser um fator motivador para o trabalho, certas vezes maçante, de abrir o livro, traduzir as palavras separadamente, fazer os exercícios e estudar.

As dificuldades com o idioma fazem parte da experiência e isso por vezes é bom. Mas, se você prefere encontrar um equilíbrio nessa balança, segue abaixo algumas dicas importantes.

 

Preply

reply

A Preply é uma plataforma on-line que viabiliza aulas virtuais de professores nativos e estrangeiros a alunos do mundo inteiro via Skype.

Lá, você encontra várias ferramentas para filtrar e listar os professores de acordo com suas necessidades e orçamento.

O professor se dispõe a preparar você para todos os seus objetivos e contribui com ótimas dicas do que fazer ou aonde ir caso algo dê errado durante seu intercâmbio.

O aluno escolhe a quantidade de aulas que deseja ter, sem nenhum compromisso com termos contratuais.

Tudo muito rápido, prático e sem complicações. Vale a pena dar uma olhada na plataforma preply.com/ e conferir.

 

YouTube

youtube

O YouTube é outra ferramenta bastante utilizada para pesquisar e aprender um pouco mais sobre a língua e a cultura do país, antes da chegada do intercambista.

Lá, você tem acesso a vídeos ensinando o alfabeto e a pronúncia das letras, notícias ou documentários sobre os mais diversos temas com legenda em inglês ou em português, entre muitos outros materiais educativos.

A desvantagem é que nenhum professor irá corrigir ou acompanhar o seu progresso.

 

Espaço do aluno no site da escola

alnos

Um ótimo truque pode ser começar o intercâmbio de casa.

Se você já contratou e pagou pelos serviços da escola e materiais de estudo, é possível que já tenha acesso ao conteúdo on-line disponível no site da instituição.

Para isso você vai precisar de uma senha. Se informe com a escola e bons estudos a respeito disso e também após a sua chegada no país de destino.

You Might Also Like