Mundo Raiam
Business books, Empreendedorismo, Livros

Resenha: Os Reis da Rede (Katherine Losse, Companhia Editora Nacional)

02/03/2015

Resolvi inovar um pouco aqui no blog e lançar uma serie de guest posts essa semana. 

Convidei os 3 cariocas mais picas da minha lista de amigos no Facebook para escreverem resenhas de livros de não-ficção.

Dos 3, só conheço um deles pessoalmente mas como disse o inesquecível Gordon Gecko no filme Wall Street:

 

“A fisherman always sees another fisherman from afar”.

 

Todos nasceram na década de 1990 
Todos são mega curiosos e têm fome de conhecimento
Todos são apaixonados por dinheiro, viagens ao exterior livros de não ficção
Todos estão em um momento de transição na vida mas sabem que a correria vai dar frutos num breve futuro. 

 


Quer fazer faculdade fora e não sabe por onde começar? 
Clique no logo abaixo e leve 50% de desconto no curso online que te ensina a navegar o vestibular americano.

udemy

Se eu pudesse comprar ações de três pessoas para realizar os lucros daqui a 10 anos, não pensaria duas vezes e investiria no Fernando Marchezi, no Gerson Saldanha e no Adão Iuri Ribeiro.


marchezi

Quem escreveu a resenha de hoje foi o amigo Fernando Marchezi, o cara mais determinado e sangue-no-olho que já troquei idéia desde que lancei minha a fanpage Raiam dos Santos e o blog Mundo Raiam.

Fernando também é ex-boleiro, jogou no Vasco e no Duque de Caxias e hoje em dia trabalha como publicitario. Ele escreve bem pra caramba e até hoje só me recomendou livro foda. O que eu mais aprecio nele é que ele sonha grande. Enquanto a grande maioria da sociedade brasileira tira sarro de pessoas que pensam alto, ele continua na correria dele e tenho certeza que vai ser muito bem sucedido no que ele decidir fazer com vida dele. Vocês vão ouvir muito falar nesse cara.

Bom, chega de cerimonia e vamos pro book review!

reisrede

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Você provavelmente já ouviu falar de alguém que queira dominar o mundo e logo vem a sua cabeça o desenho Pinky e Cérebro. Mas não.

Não vamos ficar apenas no mundo irreal. Não neste post. É mais real do que se imagina. E olha que é preciso ter imaginação para falar sobre o assunto desta publicação.

O livro The Boys Kings (Os Reis da Rede, no Brasil) foi escrito por Katherine Losse, ‘funcionária 51’ do Facebook. Mas se engana que o book é mais um daqueles que querem falar sobre a fundação da maior rede social do planeta. O foco não é o mesmo do filme “A rede social”. Losse, que começou como atendimento ao cliente, se tornou amiga, escritora pessoal de Mark Zuckerberg e gerente de internacionalização do Facebook.

Ela conta os bastidores da empresa que no início, não parecia oferecer bem um emprego e era algo incerto. Me identifiquei muito com essa parte.

Eu larguei um trabalho de carteira assinada, bons vencimentos e tudo que um trabalhador tem direito para viver um aventura como a dela.

Saí de um ambiente em que eu era o único ou um dos únicos jovens da empresa em que trabalhava e fui parar numa agência de publicidade com jovens de uma ponta a outra.

O salário era menor, sem benefícios, mas enxerguei uma grande porta. Senti o desejo de crescer me pressionando mais do que o medo de fracassar.

Excentricidade e festas? Sim! Esse ambiente eu também encontrei, embora a agência ainda fosse pequena, mas ao menos promissora. No Facebook não era diferente. Eu sabia que estava apostando cedo, para não me arrepender ou correr o risco de fazer isso no futuro.

Até as reuniões e modo de se vestir das pessoas eram parecidos. Café da manhã na segunda-feira para discutir a semana, brainstorm durante algumas horas do dia…

Gente louca, inteligente e com muito gás. Por um momento, senti vontade de largar o livro e ir trabalhar no domingo.

Mas voltando, Katherine era estudante de Letras na Johns Hopkins University.

Era boa com as palavras, então a tarefa de responder centenas de e-mails diariamente caíram perfeitamente no seu colo.

Para os fãs do Zuck, a autora descreve o mito como ‘quieto e concentrado nas tarefas’. É! ‘Quieto e concentrado’ você leu. Tá achando que é só farra, amigo? Como diriam o Raiam, “fanfarrão tem que ter conteúdo”.

Para não dizer que o livro foca apenas no CEO da empresa e na autora, ela descreve também o ritmo ‘machista’ do Facebook no início, embora eu não concorde com algumas partes.

Afinal, mulheres usarem camisas com o rosto de seu chefe estampado nelas e os homens o famoso chinelinho Adidas pode ser considerado machismo? Eu interpreto como puxa saquismo ou admiração mesmo. Aí vai de cada um.

Além disso, alguns planos secretos são revelados e até uma vinda deles ao Brasil.

Foram pedidos ex-soldados americanos que incluía um veterano que serviu no Iraque para fazer a segurança. Eles tinham a visão de que o Brasil era ou ainda é um país muito perigoso e por pouco não desistiram da viagem.

Por fim, acho que vale a pena indicar essa leitura principalmente para os jovens. Não jovens de identidade, mas de espirito mesmo.

O Facebook é um lugar para quem quer ser vencedor.

Mark é um exemplo disso. Ele criou os moldes e domina uma empresa com a maestria que muitos lobos do mercado não conseguiriam.

Muitos deles, inclusive, correram atrás da trupe do Face.  Chegavam de terno, gravata e tudo mais para falar com meninos de moletom, jeans e chinelo. E tinham que ouvir deles o que era bom. Que bronca! É mais um exemplo de que os jovens estão cada vez mais dominando o mercado de trabalho.

Muito novo, um estudante uniu e dominou boa parte do planeta ao criar uma startup.

Não existiam regras, planilhas, uniformes, horários fixos. Existia o trabalho, a comunicação e o compromisso. Tudo completamente diferente do padrão que as grandes empresas seguem.

Terminei esse livro há poucos dias e desde então resgatei um pouco da minha autoestima por algo melhor no meu futuro.

Vamos apostar em nós! O mundo precisa de pessoas assim. Vamos fazer a diferença! Afinal…

O que nos impede de fazer isso?

Abraços e até a próxima.



Fernando Marchezi


Curtiu o post? Então chega lá na minha lista de email!


LIVROS

Curtiu mesmo? Vai lá no Amazon ou no iTunes e dá uma olhada nos meus dois livros publicados:

Hackeando Tudo: 90 Hábitos Para Mudar o Rumo da Nossa Geração.

Ousadia: Intercâmbios, Mochilões e Business Trips do Brasileiro Que Deu a Volta Ao Mundo Antes dos 23.

UBOOK

O Ousadia e o Hackeando Tudo estão disponíveis em versão audiobook no aplicativo UBOOK também!

Já experimentou audiobooks? Toma aí um desconto para ganhar UM MÊS GRÁTIS de audiobooks ilimitados no Ubook.


AMAZON AUDIOBOOKS

Se você curte audiobooks e manja do inglês, altamente recomendo que você crie uma conta no Audible.

Clica aqui embaixo para desenrolar 2 audiobooks grátis lá no Audible.

Try Audible and Get Two Free Audiobooks

PALESTRAS

Para informações sobre palestras, envie um email diretamente para minha equipe em contato@raiamsantos.com.

You Might Also Like

Receba os novos posts do Mundo Raiam por e-mail. Insira seus dados ao lado:
x